Não parece, mas o marketing digital já faz parte de nossas vidas há quase 20 anos. Uma de suas principais vantagens é que ele está disponível para todas as empresas de todos os portes e não precisa de muito orçamento par gerar bons resultados. Ou seja, permite um maior retorno sobre o investimento. Com métricas claras, o marketing digital é mais fácil de mensurar. Em resumo, temos como vantagens: métricas, agilidade, alcance, segmentação e interatividade.

Tá, mas e aí? E aí que a grande sacada é a PERSONALIZAÇÃO. Sim! O marketing digital nos permite caminhar cada vez mais para esta direção e entregar a mensagem certa, para a pessoa certa e na hora certa. Unidas a isso, você tem as estratégias e elas podem ser, por exemplo, o SEO, o inbound marketing e o marketing de conteúdo.

Ok! Mas… e onde entram os 8P’s?

Bem, eles são aqueles que agem na percepção do consumidor em relação às empresas e determinam o sucesso da marca, produto ou serviço. Eles são elementos BÁSICOS de quaisquer estratégias de marketing e você deve estar atento a eles:

alfabeta_janeiro_gif_blog_texto1

1.    Pesquisa: pesquisar sobre o público-alvo é fundamental pra saber onde estão as oportunidades de divulgação, o tipo de conteúdo a ser gerado e quais canais a serem trabalhados.

2.    Planejamento: uma boa estratégia de marketing digital tem, normalmente, diversas estratégias e ações diferentes, por isso, ter claro os caminhos é importante. Então coloque no papel o objetivo, as estratégias, metas e canais a serem alcançados e usados. Tudo deve estar coeso para que você possa medir os resultados e ir melhorando suas campanhas.

3.    Produção: geralmente as estratégias são orientadas para a produção de conteúdo, independentemente dos canais usados. Esses conteúdos devem ser úteis e relevantes para o público, e podem ser de diversos formatos (texto, vídeos, podcast etc.).

4.    Publicação: depois da produção vem a publicação. A publicação dos conteúdos produzidos deve ser direcionada para os canais mais relevantes considerando seus formatos. Por exemplo: um artigo deve ir para o blog, um vídeo deve ser publicado no YouTube etc. E lembre de sempre otimizar seu conteúdo para SEO.

5.    Promoção: produzidos e publicados os conteúdos, está na hora de dar um “empurrãozinho” para que eles sejam acessados pelo maior número de pessoas possível, isso considerando a estratégia e a definição de públicos feitos lá no planejamento e captados na pesquisa.

6.    Propagação: é a interação entre empresa e consumidor, o relacionamento. No momento em que a sua empresa entrega algo de valor para o consumidor, ele pode se tornar um mecanismo de promoção gratuito da marca, compartilhando e comentando sobre ela. Tente instigar o público a fazer isso por sua marca 😉

7.    Personalização: outra vantagem do marketing digital é a possibilidade de acompanhar o comportamento do consumidor, conforme a navegação que ele faz nas redes sociais, sites etc. Assim, existe a perspectiva de criar as mensagens de acordo com os perfis de cada público. Você pode criar estratégias diferenciadas para cada tipo de potencial consumidor da sua marca.

8.    Precisão: com todos os 7 P’s anteriores, é possível medir vários comportamentos do consumidor na internet. Considere-os sempre! Assim, você ganha tempo e recursos para estruturar estratégias mais eficazes. Acompanhe os dados para ter certeza de que o que foi planejado inicialmente está gerando resultados, caso não estejam, você já tem as soluções para fazer os ajustes necessários e aperfeiçoar as suas campanhas para chegar a seus objetivos.

O marketing digital é muito completo e envolve ações e planejamento antes de colocar a mão na massa. Com os próprios resultados que ele vai oferecendo, você pode ir fazendo ajustes sem prejudicar a campanha para que seus objetivos sejam alcançados. Lembre-se sempre de levar em consideração os 8 P’s e os canais que você irá trabalhar. Com certeza o marketing digital pode fazer sua empresa crescer!